Pular para o conteúdo

Hoje definitivamente parei de fumar

Se há dois anos não fumo, por que só hoje, dia 24 de maio de 2007, assumo como o dia em que definitivamente parei de fumar?


Há dois anos não fumo. Em 12 de maio de 2005 fumei meu último cigarro e depois disso nunca mais sucumbi a uma baforada. Sei lá de onde me saíram forças para isso porque podem ter certeza que se um médico decretasse que eu tenho apenas um ano de vida, com certeza este um ano passaria fumando.


Mas por que só hoje, dia 24 de maio de 2007, assumo como o dia em que definitivamente parei de fumar? Simples. Só há duas semanas tive coragem de solicitar a uma médica que me requisitasse radiografias dos pulmões. E só hoje tive a coragem de buscar e olhar os resultados.


Sou uma sortuda. Os 25 anos de fumo quase ininterruptos não me deixaram marcas de difícil ou impossível solução. Estão vendo a foto aí ao lado? Ela é traduzida por um laudo que diz palavras como "partes moles e estruturas ósseas visualizadas sem alterações... seios costofrênicos laterais livres... pulmões com transparência normal... hilos pulmonares de aspecto normal... área cardíaca dentro da normalidade... mediastino sem alterações".


Não sei exatamente o que significa tudo isso mas as palavras "livres, normal, normalidade e sem alteração" soam como Vivaldi em uma tarde de sol no campo.


Até meu aparelho ortodôntico, que não é uma tentativa desesperada de retorno à adolescência como já me foi sugerido, fica leve ao revelar-se a consequência mais drástica dos meus anos de fumo.


Ai ai ai... o dia está lindo... a vida é bela... e posso respirar a plenos pulmões. Literalmente.

Publicado em Categorias Sem categoria