A saga

Todo mundo de ressaca, dormindo ou simplesmente deitado e eu já na ativa em pleno feriado de carnaval pois o implacável personal chegou às 8 da manhã.

Eis então que um sapo gordo não conseguia entrar em seu habitat (sob o deck). Ficou muito tempo em vãs tentativas até que conseguiu entrar de bunda.

Uma literal bunda de sapo.

Vai de ré que dá, sapão!

Sapolândia

Sob o deck, a charneca

Dia da limpeza do deck. Aparentemente uma imundice mas é lixo limpo. Restos de folhas do gramado e árvores, basicamente. Umidade mais matéria orgânica é perfeito habitat para… sapos, claro.

Sei que a maior parte das pessoas acha nojentinho mas como ninguém lê este blog mesmo (amém) tenho toda liberdade para publicar o diário da faxina.

Bóra ver os bichinhos!

Ambiente mais que favorável
Olhos nos olhos
Cycle chic

Sapo na horta

Chego de viagem e encontro um sapão na horta. Dei uma molhadela em ambos e vim para a internet pesquisar. Eis que descubro:

“Se não houver sapos no meio de uma horta, as lesmas podem se multiplicar e devorar todas as folhas das verduras, como alface e repolho”

Tudo “conspira” favoravelmente.