Dia de delícia

Ontem foi aniversário da nossa amiga Julie, que nos pediu de presente uma tarde de “vadiagem”.  E assim, em plena tarde de sexta-feira, lá fomos (eu, Julie e Deni) cumprir este roteirinho:

15h10min – Ver o novo Woody Allen, Meia-noite em Paris. Delicioso.

Dali seguimos andando pelas gostosas ruas do que idiotamente chamam de “Batel Soho”.

Entrei correndo na  Lou Papeterie e comprei para a Deni o Moleskine Movie da coleção Passion. Lindérrimo. Ela adora anotar os filmes que vê então merecia o regalito.

Sentamos no Hacienda Café, onde ficamos um bom tempo de prosa e comemos a melhor torta de banana da minha vida.

Voltamos ao Crystal para pegarmos os carros, não sem antes tentarmos, em vão, encontrar no cinema os óculos perdidos (nem tudo é maravilhoso em uma tarde de delícia). Lá se foi o Ray-Ban da Deni!

Em contrapartida, Julie parece ter gostado dos presentinhos de aniversário que levamos. Eu, sabendo como ela ama uma biografia, levei “Vida – Keith Richards”, e Deni deu um pijaminha lindão da Jogê.

Bela tarde!

Dead line

Acabaram-se. Todas as desculpas para postergar o que tem que de fato ser feito estão superadas. Nada mais justifica o adiamento. Não preciso pagar o aluguel e nem encher a geladeira. O iPod está com a trilha certa. Os Moleskines estão todos comprados e o escritório finalmente está com “a cara” que julguei necessária.

Histórias acumuladas tenho uma e várias.

Ansiedade nº 6.538

Sou uma mulher de idéias mas, confesso, preciso assessoria para finalizar algumas. Mandei emoldurar uma série de quadros a partir de desenhos feitos em Moleskines cedidos gentilmente por alguns artistas. Ficaram lindos.

Ocorre que são oito. E ocorre também que eu sou boa pra ter a idéia, pra escolher os desenhos e molduras que eu quero… mas tenho medo de por tudo a perder com uma distribuição tosca.

Vai dai que um arquiteto amigo se ofereceu pra vir aqui me ajudar na empreitada mas só poderá vir na quinta-feira.

Vou tomar uns Nervocalm pra me segurar e não fazer por conta própria a m…