Skip to content

Assistindo TV e navegando na internet encontro o lançamento Louboutin acima. Viro a tela do note pra Deni e o seguinte e breve diálogo se instala:

- Que tal este sapato?

- Tudo o que eu preciso pro meu ciático.

É. Lá se vão anos.

 

Hoje fui assistir ao documentário de Pierre Thoretton, "O Louco Amor de Yves Saint Laurent". Na verdade uma longa entrevista de Pierre Bergé, companheiro de Yves por 50 anos, com cenas domésticas (nem tanto) e de desfiles, com ênfase no leilão da bilionária coleção de arte dos casal.

Não é um documentário sobre Yves. É um documentário sobre a visão de Pierre sobre Yves. Sempre desconfio da sinceridade de parceiros "de crime". Mas claro que é sensacional pois se Pierre teve qualidade suficiente para administrar esta relação, porque não para olhá-la e comentá-la?

Mas eu gostei mesmo dos jardins das casas no Marrocos e na Normandia. Como eu amo certas coisas que não sou capaz de fazer. Ao menos não sozinha.