Vida nova

Meu pai acaba de ligar, exultante, contando que minha mãe deu um cachorrinho pra ele. O maior “cachorreiro” do mundo estava sem um bichinho há 3 anos, tempo necessário para superar uma fatalidade.

Evidentemente sem querer, ele atropelou sua cachorrinha Keezi, que já velhinha não resistiu.

Longa e feliz vida a ambos. Victor Hugo e Meg.