Lasquei-me

Tinha prometido a mim mesma jamais voltar a fazer qualquer curso. Capitulei. Quarta-feira começo nova (porém curta) empreitada. E lá vou eu fazer nova vítima, já sei.

Explico.

Sou uma obsessiva, compulsiva, competitiva, louca de pedra a quem não basta fazer um curso e aprender, trocar experiências, crescer… estas coisas normais de pessoais normais.

Não. Não comigo.

Eu faço tudo isso mas ainda me obrigo a tirar a melhor nota do curso. A obter a mais alta pontuação. E se por acaso houver na classe um pobre coitado inteligente e dedicado o suficiente para me ultrapassar, lascou-se. Será o escolhido como objeto a ser superado.

Lasquei-me, na verdade. Sabendo que sou assim, poupo a humanidade desta minha loucura. A guerra é interna.

As “vítimas” do passado nunca souberam desta minha fraqueza e tenho total consciência de que o problema é meu, não delas. Algumas admiro e respeito muito, até as indicando para jobs bem legais.

Vamos lá. Eu e minha porção Black Swan.